eroverify_3ef6ebe969f7d1005e09ebc4a72c2b68.html

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Final de semana na casa do irmão de Kely - parte 01

Resultado de imagem para loirinha chupando pau amadorOlá leitores desse blog, me chamo Carlos, tenho 23 anos,  moro em  Salvador na Bahia, namoro há três  anos e Kely, uma loirinha muito mimada e gostosa, ela tem 25 anos, pernas torneadas, cintura fina e bumbum muito grande e redondo, ela é uma tesão. Certo dia ela me convidou para passar o final de semana na cidade de Lenções aqui mesmo na Bahia, era lá onde seu irmão morava e ela costumava visita-lo de tempos em tempos mas eu nunca pude ir, dessa vez deu certo e partimos para lá chegamos na sexta a noite e fomo diretamente ar a casa dele, ele morava sozinho. Não sei por que mas minha namorada estava muito animada para ver o seu irmão, devia ser saudade mesmo. Como chegamos  tarde resolvemos ficar em casa mesmo, os três, tomamos umas, batemos um papo e logo bateu um sono, fomos dormir...acho que pegamos no sono rapidamente....acordei lá pelas tantas da madrugada e dei conta que estava sozinho na cama, levantei e fui procurar Kely, ao passar pelo quarto do irmão de Kely me assustei, era minha namorada que ia saindo apresada, ela estava os de calcinha, com os peitos a mostra, eles era muito durinhos, e nesse horas eles estavam bem vermelhos e ela parecia esta bem excitada, disse que confundiu  o quarto do irmão com o banheiro, achei estranho, mas deixei  e fomos para a cama, ela estava louca de tesão transamos a noite toda.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Casal fazendo uma temporada de sexo na fazenda

Conto enviado para nosso blog de um dos nossos leitores,  (mineiro)

Meu nome é Carlos Roberto, tenho 1,80, 80 kg, olhos e cabelos castanhos, 32 anos.

Ela é Caroline, para os íntimos Carol, ela tem peitos pequenos, pernas e coxas grossas, 1,68, pele clara, uma delícia de mulher e com suas perucas sempre fica diferente e mais gostosa. Como sabem, ambos somos bissexuais, adoramos tudo de sexo com homens ou com mulheres.

Resolvemos tirar férias juntos e ficamos sabendo de um local maravilhoso no interior, uma fazenda onde alguns amigos já tinham passado dias e sempre retornavam ao lugar.

Quando chegamos fomos recebidos pelo proprietário, que todos gostavam de chamar de Tio Carlos. Ele é alto, olhos azuis, cabelos grisalhos que davam um charme a mais, pela vida livre tinha a pele bronzeada, fora o corpo sarado, braços fortes, mãos enormes e ele estava usando uma calça que delineava a delícia que tinha ali.

Três Putinhas ( contos enviado por um leitor Mineiro)

Encontrei um amigo, do meu tempo de menino, ele me convidou para um fim de semana em sua chácara, a qual tinha piscina, como estava quente, poderíamos aproveitá-la, já que sua mulher havia viajado com seus filhos para a casa do pai. Seu irmão mais novo ia estar lá, sabia que ele era gay, pois quando menino aproveitei e comi ele algumas vezes. Fui em casa e peguei algumas roupas, inclusive sungas e uns fio dental, para dar um para o irmão de meu amigo e quem sabe comer seu cuzinho. Almoçamos e como tava o maior calorão, fomos jogar bola na piscina. A gente ficou jogando dentro da agua, fazendo a maior zueira, gritando e rindo. Meu amigo Marcio, tinha mais ou menos minha idade sendo mais forte que eu. Sendo da minha altura e com voz bem mais grossa e tinha pelos pelo corpo, constrando comigo que era depiladinho, mas ele nada falou. Estávamos na piscina brincando de vez enquanto notava seu caralho mais grosso, mas fazia vista grossa. De repente apareceu seu irmão, fala fino, tem uns jeitinhos bem femininos, gosta de brincadeiras e coisas de menina. Ele é bonitinho, loirinho de cabelos compridos até os ombros, meio cacheados. Tem olhos azuis e corpo magrinho que nem de menina. Acho que se colocar roupa de mulherzinha nele, fica parecendo menina de verdade. Ele apareceu na piscina com um biquini minúsculo, rosa, daqueles de laçinho do lado! Paramos a brincadeira, ele tava, todo languido, rebolando quando andava. E seus olhos azuis, pareciam sorrir pra onde olhavam. O pintinho todo apertado na tanguinha minúscula e a bundinha redondinha, branca, lisinha, toda de fora. Seu irmão já estava a ver o irmão assim e nem ligou. Então, passada a surpresa continuamos nossas brincadeiras. Mas claro que não conseguia deixar de dar umas olhadinhas na Paula, que era como gostava de ser chamada, de vez em quando. O putinho deitou de bruços na beira da piscina, exibindo sua bundinha empinada e ficou olhando a gente brincando com um olhar distante. Não dei mais atenção a ele.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

OS INSTINTOS SACANAS DE UMA MULHER CASADA

Boa noite meus leitores, desculpe a demora para postar novos contos. Este foi escrito por uma leitora muito especial.

Sou casada há 18 anos, sempre tive uma vida sexual ativa e regular com o meu marido. Nossa vida sexual nunca foi monótona, cuidamos para não cair na rotina, buscando lugares exóticos para a prática do sexo, usando calcinhas e roupas provocantes, vimos filmes juntos, essas coisas que acabam apimentando a relação.
Porém, havia um desejo incontrolável de ter outro homem, sentir uma rola diferente dentro de mim, me dando prazer. Assim, resolvi entrar num site de relacionamento e conheci um rapaz bem mais jovem, cheio de vigor e ideias sacanas, as quais eu estava à procura. Falar com este rapaz me provocava um turbilhão de sentimentos despertando os sentidos do sexo. Normalmente ao teclar com ele, a minha buceta fica molhadinha e a calcinha encharca, assim como o bico dos seios enrijecem completamente.

sábado, 1 de abril de 2017

Esposa louca de tesão - Relato de uma leitora



Conto enviado pela leitora Katarina-SP demorou, mas publiquei seu conto.

Boa noite, sou a Katarina (nome fictício), sou casada com Carlos(nome fictício), moramos em São Paulo, somos bem casados e nos amamos muito, juntos realizamos muitas fantasias sexuais, nossas transas não muito intensas, ele me dá muito prazer, mas sou uma mulher quase que insaciável, faço academia, cuido do meu corpo, sou tipo atleta tenho pernas grossas, bumbum enorme, adoro minha bunda, sou viciada em sexo anal, adoro dá o cu para meu marido, pena que ele quase não come me cuzinho. Confesso que quando eu estou só em casa coloco uma lingerie bem sexy, tipo fio dental, fico toda molhada de tesão, não resisto caiu na cama e masturbo meu anus com meu dedo, fico louca com isso, sinto muito prazer, tenho um consolo e sempre uso ele quando estou só em casa.

terça-feira, 28 de março de 2017

Uma mulher misteriosa



Olha o que me aconteceu outro dia.
Estava de bobeira na net teclando com algumas pessoa chatas num bate-bapo, até que de repente entrou na sala uma mulher que por lá se chamava Alicia40, nome fictício, dei boa noite a ela e começamos a conversar, nos conhecemos um pouco ela disse que era casada há 18 anos, que tinha 40 anos e me passou algumas características físicas dela, fiquei curioso, comecei a lhe perguntar mais coisas, logo o assunto ficou mais quente e ela revelou que tinha alguns desejos sexuais muito quentes mas por conta do casamento e da vida rotineiro com seu marido foi deixando de lado, fiquei mais curioso ainda, confesso que tenho interesse por mulheres mais velhas, então falei algumas sacanagens a ela e ela me falou que nunca tinha traídos eu marido, tinha receio, medo, essas coisas. Precisei sair, nos despedimos e fui para casa, mas sempre lembrando daquela mulher misteriosa.